- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A minha canção é saudade

Vaz Fernandes / Frederico de Brito *fado britinho*
Repertório de Amália  

De ilusões desvanecidas
Filme de esperanças perdidas
Minha canção é saudade
Em que de tranças caídas

Via tudo em cores garridas
E em todos via bondade

E nesta sinceridade

De amor e sensualidade 
Ponho a alma ao coração
Numa angústia, uma ansiedade

Minha canção é saudade 
Do amor sonhado em vão

Nesta saudade sem fim

Choro saudades de mim
Sou mulher mas fui pequena
Também brinquei e corri

Mas quem sabe se sofri
Se é de mim que tenho pena