As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


O fado é...

Manuel Justino / Patxi Andion
Repertório de António Pinto Basto

O fado é um pintor de tons vivos
Que encontra sempre motivos
P’ra um copo e um abraço
O fado é um ardina a gingar
Que ás vezes tem p’ro jantar
Um café e um bagaço

O fado, é uma sopa de esperança
Uma traineira que balança / Na poesia duma quadra
O fado é uma Rosa cantadeira
É o Cacau da Ribeira / E as cores da Feira da Ladra

O fado é um cacilheiro antigo
Que encontra porto de abrigo / Nas tascas do Cais Sodré
O fado é o povo labutando
É Portugal remando / Ás vezes contra a maré

O fado é sombra fugitiva
Um sonho que anda à deriva / Perdido na multidão
O fado é um Jaquinzinho frito
O destino que está escrito / Na palma da nossa mão

O fado é uma tarde de tourada
Água-pé, castanha assada / É um encontro imprevisto
O fado é uma guitarra chorando
É a Amália rezando / Com amor, a Jesus Cristo

O fado é uma noite perdida
É um beco sem saída / É o bulício da lota
O fado é a ternura que voa
Pairando sobre Lisboa / Nos olhos duma gaivota

O fado...