- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Amor aos molhos

Teresinha Landeiro / Pedro de Castro
Repertório de Teresinha Landeiro

Amor aos molhos
Dizem meus olhos
Quando te vejo de noite, ao cantar
Digo o que sinto
Juro, não minto
Tenho o desejo de te namorar;
Digo o que sinto
Juro, não minto
Sei que um dia ainda vamos casar

A tua boca de noite voltou
Vinha mais bela que as ondas do mar
Essa que um dia saudade deixou
E o desejo de um dia a beijar;
Desde esse dia em meu sonho ficou
Esta loucura de amar

A tua boca de noite voltou
Nela, sem medo, poisei meu olhar
Desde esse dia meu fado ficou
Preso nas rimas do meu verbo amar;
Quando acordo e tua não sou
Peço p’rá noite voltar