- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Impunemente

Mafalda Arnauth / Miguel Ramos *fado alberto*
Repertório de Mafalda Arnauth

Parti, talvez p’ra nunca mais voltar
Com o rosto que já nem parece o meu
Sofri a dor mais louca por amar
Alguém a quem meu peito tudo deu

Vazia, sem destino fui p’las ruas
Em busca do recanto mais escondido
Neguei poder sentir saudades tuas
P’ra não morrer de vez o meu sentido

Mas ai de mim, não se ama impunemente
E o peito chora mais do que a razão
No meu cantar já soa tristemente
A dor de ver morrer o coração