<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.845 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Paixão, amor

José da Câmara / Jaime Santos *fado jaime*
Repertório de José da Câmara

Sempre fui senhor de mim
Foi sempre assim, o meu viver
Sempre que mostravam perigo
Dava comigo a não querer;
Era a minha proteção
Ninguém ousava tentar entrar
Mas um dia tropecei
Caí na teia do teu olhar;
Prisioneiro eu fiquei
E comecei a apaixonar

Esse teu ar tão dengoso / Que me dá gozo, traz a paixão
Essa tua linda cara / Que coisa rara, pura ilusão
Essas tuas palavras / Entram em mim, sem eu saber
E assim sempre tu consegues / Fazer de mim o teu viver
Meu amor eu vou contigo / Mesmo sabendo que vou sofrer

Certa noite eu acordei / E não deixei, fugi de ti
Esse teu poder em mim / Vai ter um fim, pois descobri
Que a paixão é um arame / Por onde andei, sem ter noção
Sinto o meu andar mais firme / Já não preciso da tua mão
Hei-de encontrar o teu amor / É mais seguro do que a paixão