- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Amor de pai

Armando Neves / José António da Silva *fado bacalhau*
Repertório de Manuel Dias


Eu não sei porque razões
Porque indiferença ou desdém
Nesta vida que se esvai;
Se escrevem tantas canções
A lembrar o amor de mãe
Esquecendo o amor de pai

Porque motivo afinal
O coração português / Não canta esse amor profundo
Ao amor de mãe, igual
O amor de pai é talvez / O maior amor do mundo

Cantando, sinto desejos
De bem alto proclamar / Todo o amor que um pai revela
A mãe, aos filhos dá beijos
Mas o pai sem os beijar / Dá-lhe mais beijos do que ela

Tanto a mulher, como o homem
Do amor de pai não se farte / Amor como esse não há
Pois o pão que os filhos comem
É a mãe quem o reparte / Mas é o pai quem o dá