- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

De voz em voz

Paulo de Carvalho / António Avelar de Pinho
Repertório de Paulo de Carvalho

Há uma voz tão bonita de criança
Cheia de luz, trazendo um novo som
Uma segunda faz a letra que é de esperança
E partem juntas a cantar no mesmo tom

Cantar com elas, vai também uma terceira
Mais uma quarta e uma quinta em harmonia
E pouco a pouco, muitas mais como a primeira
Escrevem no céu o seu poema de alegria

Uma canção
Que vai de voz em voz
De lés a lés, semente de amizade
Uma criança

A brincar dentro de nós
De voz em voz até à foz da claridade

Há uma vila, uma cidade, há uma aldeia
Nesta canção tornada rio transparente
É como a chuva desejada que incendeia
A terra boa, coração da nossa gente

São muitas vozes, mas nunca são demais
Quando a canção que cantam é d'esperança
E devagar, de voz em voz, vão outras mais
Escrever no céu mais um poema de criança