Clicar na imagem !!!
* * * * *
As 5.310 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
POR FAVOR <> no sentido de melhorar este tributo ao fado, alerte-me para qualquer erro encontrado <> OBRIGADO
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *
* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
-------------------------------------------------------------------------
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
* * * * *

Bateu-me à porta a tristeza

Fernanda de Castro / Elvira de Freitas
Repertório de Ada de Castro

Bateu-me à porta a tristeza / Que me anda a namorar
Não a quis à minha mesa / Para quê deixá-la entrar?

A tristeza foi-se embora / Mas voltou ao outro dia
Entrou, cá ficou e agora / Anda a prender a alegria

Tristeza porquê? se a vida é assim
De espinhos e rosas se faz um jardim
Tristeza porquê? se a vida é tão boa
More uma ilusão, um pássaro voa

Agora tem mais cuidado / Sabe que há momentos bons
E que a vida é como o fado / Que se canta em vários tons

A tristeza já não chora / E a sua alegria é tanta
Que aprendeu a rir e agora / Tem rouxinóis na garganta