- - - - - - - - - -

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira

Canal de J.F.Castro em parceria com a Rádio Mira
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que não constam do índice. Caso encontre alguma avise-me, por favor.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.270 LETRAS PUBLICADAS /*/ 2.078.500 VISITAS /*/ MARÇO 2021

ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO.

Pois mesmo desagradando // A "Troianos" maldizentes / Os "Gregos" vão apoiando // E vão ficando contentes

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se não encontra a fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

fadopoesia@gmail.com

- - - - - - - - - - - - - - - -

Pesquisa.

Jericada

Neca Rafael / Raúl Ferrão *fado das caldas*
Repertório de Neca Rafael

Com a família endiabrada / Eu fui passear p'ra Braga
E como o Zeca é quem paga / Toca a alugar Jericada
Tudo monta e catrapuz / 
Lá fomos pró Bom Jesus

De Milorde aguisalhada
E a famelga escarranchada
Trote largo e para a frente
Com a patroa e os catraios;
As Jericas eram raios
E a sogra ia c'oa gente


A sogra ia num macho / Morrinhento e com caspa
Que se pôs a dançar a raspa / E deitou a velhota abaixo
Ah! mas ela que aferrou / 
No cachaço lhe ferrou

Ela ferra a todo o modo / É de guinões e repentes
Mas como já não tem dentes / Babou o Jerico todo
E no fim dêste restolho / 
O Jerico piscou-lhe o olho