- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Amor de mãe

César Morgado / Miguel Ramos *fado alberto*
Repertório de César Morgado


És sempre para mim a mais bonita
Apesar de enrugado esse teu rosto
Serás até morrer, mãe infinita
Aquela sempre aquela que eu mais gosto

Apesar de velhinha, podes crer
Gostar sempre de ti, nada o evita
Nunca te trocarei por outra qualquer
És sempre para mim a mais bonita

Frases puras do amor que tanto zelo
Como é dever dum filho honrar tal posto
Assim és para mim o ser mais belo
Apesar de enrugado esse teu rosto

De tantos sacrifícios teres passado
Só quem não sabe amar não acredita
Que a deusa do amor puro e sagrado
Serás até morrer, mãe infinita

De todas és p'ra mim a mais querida
Apesar doutro amor que não desgosto
Assim és sempre tu p'ra toda a vida
Aquela sempre aquela que eu mais gosto