- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado sem nome

Moita Girão / Carlos da Maia
Repertório de Fernando Maurício

Ouvi um fado sem nome
Numa voz entristecida
Não sei porquê recordou-me

O fado da tua vida

Foi na velha Mouraria / Em certa noite distante
Como soluço de amante / Uma guitarra gemia


Desventura, nostalgia / Ciúme, pecado, dôr
Saudade, tristeza, amor / Tudo dessa tua voz saía

E quanto um fado podia / Fazer lembrar-me de ti
Uma saudade senti / Doutra saudade morria

Porque esse fado sem nome / Sem adeus na despedida
De tão triste recordou-me / O fado da tua vida