Clicar na imagem !!!
* * * * *
As 5.260 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
POR FAVOR <> alerte-me para qualquer erro encontrado a fim de melhorar este tributo ao FADO <> OBRIGADO
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *
* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
-------------------------------------------------------------------------
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
* * * * *

Aqui no bar

Vasco de Lima Couto / Eduardo César
Repertório de Vasco Rafael

Aqui no bar
Onde o silêncio rompe em gargalhada
Bebo o silêncio interior que ando a cantar
Preso ao amor que me dás sem me dares nada

Aqui no bar
Analiso o que sou e o que pretendes
E a luz quebrada deste analisar
Enfraquece o desenho que tu vendes

Porque a tristeza, neste bar alucinado
É um céu que se desfolha sob um pássaro esmagado
E quanto mais bebemos a solidão
Mais caminhamos na vida, ausentes de coração

Aqui no bar
O tempo não tem tempo de se ouvir
E esta compra febril de olhares sem rumo
São as horas da vida, por cumprir

Aqui no bar
Onde tu me entregaste a voz calada
Bebi mais uma vez a minha angustia
Preso ao amor que me dás, sem me dares nada