- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Homenagem ao rei

António Mendes / Pedro Rodrigues
Repertório de Victor Miranda

Silêncio por um minuto
O fado está de luto
Porque moreu um fadista
Guitarras, chorem baixinho
Um fado bem gemidinho
Em homenagem bairrista

Visto luto á Mouraria
Onde esse fadista um dia / Nasceu p’ra nos encantar
P’ra cumprir o seu destino
Nunca pôde ser menino / Porque apenas quis cantar

Chamaram-lhe *O Rei do Fado*
Mas nunca foi coroado / Pelo dom que Deus lhe deu
A cantar fez história
E ganhou coroas de glória / Que por ser rei, mereceu

Deu a sua vida ao fado
Como na pátria, o soldado / Dá a vida em sacrifício
Com sentimento tão nobre
O fado mais mais pobre / Sem o Fernando Maurício