- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.520 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Gaivotas

Letra e musica de Alves Coelho Filho
Repertório de Carlos Ramos

Um bando da gaivotas maneirinhas
Voando em voos francos por entre o mar e os céus
Agitam suas asas tão branquinhas
Lembrando lenços brancos que nos dizem adeus

E sempre, por capricho original
Essas gaivotas vão até ao fim da rota
E de hora a hora no mastro real
Sem luta, sem questão, descansa uma gaivota

Gaivotas, mensageiras sem ter par
Que levam de Lisboa
Saudades de além mar
Gaivotas que voando sempre à toa
Nos trazem de além mar
Saudades pra Lisboa

Voando sem cansaço, sem fadiga
Acompanhando as naves, lá vão cumprindo a lida
Dos velhos marinheiros, há quem diga
Que essas mesmas aves regressam à partida

Por isso as gaivotas maneirinhas
Voando em voos francos por entre o mar e os céus
Parecem, com as asas tão branquinhas
Um mar de lenços brancos a dizerem adeus