- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Maria do Douro

Manuel de Carvalho / Samuel Cabral e Manuel Rego
Repertório de Eduardo Alípio 

Bonita de cor trigueira
Tem nos braços a canseira / Duma vindima do Douro
Tem no corpo o movimento
De danças feitas ao vento / Num campo de milho louro

Maria do Douro

Tu és o tesouro que ainda me resta
É doce teu vinho

Que alegra o povinho em dias de festa
Na terra que amanhas

Na luta que ganhas o pão do teu dia
É teu esse chão

E queiras ou não, és Douro Maria

Nascida em terra de lendas
Na arca que guarda rendas / Vive uma moura encantada
E nos “Cantaréus” que canta
Anda uma alegria santa / A ponto de cruz bordada