Clicar na imagem !!!
* * * * *
As 5.260 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
POR FAVOR <> alerte-me para qualquer erro encontrado a fim de melhorar este tributo ao FADO <> OBRIGADO
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *
* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
-------------------------------------------------------------------------
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
* * * * *

Rua da amargura

Manuel Paião / Eduardo Damas
Repertório de António Mourão

Rua da amargura
És a noite escura do meu coração, assim
Rua da amargura
Mataste a ternura que viveu em mim

Rua da amargura
Vive sem ventura, vive só de dor
Rua da saudade e da crueldade
Rua sem destino dum perdido amor

Rua da amargura
Hoje é só tristeza e recordação, p’ra mim
Desde que partiste
Hoje é rua triste, é rua sem fim

Só a saudade amor
Meu peito é somente dôr
Meus olhos choram por ti... não mais te vi
Uma saudade sem fim
Eu trago em mim tristeza e dôr
Rua da amargura, rua feia e escura, rua sem amor