- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Através daquela porta

António Vilar da Costa / Fernando Freitas
Repertório de Fernanda Maria

Viela triste e deserta
Uma casinha bizarra
Numa porta entreaberta
Ela ele e uma guitarra

Manjericos ao luar / Noite serena hora morta
E a minh'alma a palpitar / Através daquela porta

Enquanto a guitarra abraça / Ele em voz velada e triste
Lembra a voz da própria raça / A dizer que o fado existe

Ela no menor que entoa / Estila com tal verdade
Que é a Severa em pessoa / Disfarçadinha em saudade

Depois dum beijo fermente  / A voz do fado calou-se
A lua tornou-se ausente / E a velha porta fechou-se