- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado das violetas

Florbela Espanca / Augusto Hilário *fado hilário*
Repertório de Mísia

Perguntei ás violetas  / Se não tinham coração
Se o tinham, porque escondidas / Na folhagem sempre estão

Ai as almas dos poetas / Não as entende ninguém
São almas de violetas / Que são poetas também

Andam perdidas na vida / Como as estrelas no ar
Sentem o vento sofrer / Ouvem as rosas chorar

E eu que arrasto amarguras / Que nunca arrastou ninguém
Tenho alma para sentir / A dor dos poetas também

Bendita seja a desgraça / Bendita a fatalidade
Benditos sejam teus olhos / Onde anda a minha saudade