- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Insónia

José Luís Tinoco / Armandinho *fado ciganita*
Repertório de Carlos do Carmo

Tão longas eram as noites do nosso amor fora de horas
Divididas por abraços, repousadas nas demoras
Repartidas por silêncios
E pelo canto a desoras

Noite escura e benfazeja, de néon e vaga-lumes
Minha fraterna inimiga, como a lua de dois gumes
Noite do último beijo, no dia da despedida
Ai tristeza dos que acordam na noite do fim da vida

E assim te lembro
Chorando como quem canta
Um verso preso no peito
Mas liberto na garganta;
E assim te vejo
No meio desta cegueira
Noite que ainda visitas
O sonho da vida inteira