- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Poeta

Letra e música de: Jorge Fernando
Repertório de Joana Amendoeira

Poeta, onde tu foste morar
Não vão meus olhos chegar / Apenas o pensamento
Poeta, estrela morena perdida
Longe, tão longe da vida / Quem sabe, onde nasce o vento

Manhã, podia vê-lo, discreto em seu passito
Buscando a natureza desejada
E á noite, na cidade, muralhas de granito
Cercavam-lhe a vontade entusiasmada

Ao peito um amuleto, que a sorte era precisa
A sorte aos lusitanos é madrasta
Escrevia nos seus versos o que a boca indecisa
Escondia entre a murtalha suja e gasta