<>-----<>-----<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>-----<>-----<>
Loading ...

5.915 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Noite de inverno

João Gigante-Ferreira / Alfredo Duarte *mocita dos caracóis*
Repertório de Helena Sarmento

Dorme o frio nos telhados
Dorme o vento nas gaivotas;
Os amantes abraçados
Dois veleiros ancorados
O segredo atrás das portas;
Dorme o frio nos telhados
Os amantes abraçados
Voo raso de gaivotas

Caem brilhos de cristais / Quando a chuva se ilumina
Quando os corpos pedem mais
Espadas de samurais / Bainhas de concubina
Caem brilhos de cristais
Quando os corpos pedem mais / Quando a chuva se ilumina

Já se espera o que acontece / Quando o fogo se incendeia
Quando o corpo se apetece
O inverno de si esquece / Todo o frio em que se enleia
Quando o corpo se apetece
Nele se afunda o fogo em prece / Como canto de sereia

Caem sombras aos pedaços / Entre o frio da janela
No sossego dos teus braços
Cerra a noite os seus espaços / No amor que por mim vela
No sossego dos teus braços
Os meus sonhos são estrelas / Debruçadas na janela