- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Entre o rio e a razão

Gil do Carmo / Fernando Araújo
Repertório de Mariza

Eh, Lisboa da minha canção
Sinto-te tão perto, num encanto mão na mão
Em Lisboa do meu coração
Sinto-te tão perto, entre o rio e a razão

Bem, num passo apressado o futuro
Num reboliço que se disse e se dirá
Geração de palavras escritas
Num desatino que o Tejo guardará

Quem dirá o que é certo ou errado
Na emoção de desvendar o teu lençol
Quanta água que passa em teu leito
Para trazer-te para sempre no meu peito
Para trazer-te *Oh Lisboa* no meu peito