- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

As minhas asas

Almeida Garrett / Popular
Repertório de Joana Amendoeira

Eu tinha umas asas brancas
Asas que um anjo me deu
Que em me cansando da terra
Batia-as, voava ao céu

Veio a cobiça da terra / Vinha para me tentar
Por seus montes de tesouros / Minhas asas não quis dar

Deixei descaír os olhos / Do céu alto e das estrelas
E entre a névoa da terra / Outra luz maior do que elas

E as minhas asas brancas / Asas que um anjo me deu
Pena a pena me caíram / Nunca mais voei ao céu