- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado Marina

José Fernandes Castro / Raúl Pinto
Repertório de Ana Marina


Meu fado, poeta nobre
Alma que em mim se descobre
Rasgando a noite onde estou;
Inventei, para te dar
Nuvens de côr singular
Ao compasso do que sou

Movida pelo amor
Ardente e abrasador / R
ecebido em mãos de prata
Imagino que terei
Noites de paixão sem lei / Aonde a voz se retrata

Muitos dos sonhos que quero
Ainda bailam perdidos / Recusando amanhecer
Invernos de desespero
Não me roubam aos sentidos / A vontade de vencer