- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lisboa namoradeira

João Nobre / Aníbal Nazaré
Repertório de Beatriz da Conceição

Lisboa namoradeira, com umas estouvadas meninas
Arranja sempre maneira de namorar p’las esquinas

Á noite, chegando a lua, Lisboa põe-se a sonhar
A dormir não se habitua e vem p’ra rua p’ra namorar


Sou de lisboa, se desces ao Douro
É tudo namoro que há muito já dura
Depois o Tejo quer beijar Lisboa
É tudo namoro, é tudo ternura;
Mal o sol passa e se vai embora
Lisboa namora e beija o luar
Deixa as más línguas falarem á toa
Namora Lisboa, deixa-as lá falar


Quando o sol beija as trapeiras que sorriem ao luar
Meninas namoradeiras que só pensam em casar

Causa de tanto desejo, Lisboa vive a pecar
Pois o sol vem dar-lhe um beijo e logo o Tejo a quer beijar