- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Flor da beira rio

Verónica / António José
Repertório de Vasco Rafael


Maria era flor feita mulher
Maria era flor da beira rio
Não era uma flor para qualquer
E de quem ela foi, não, ninguém viu

Tanto era uma flor feita ternura
Como era uma flor de tempestade
De mãos bem apaoiadas na cintura
Mais flor e corpo e alma da cidade

Nome de barco e canoa / Gaivota de Portugal
Tudo a gente te perdoa / Pois nada te fica mal
Flor desta velha Lisboa / De chinelas e avental

Quando ela punha a canastra á cabeça
Maria tinha a Ribeira com ela
Contudo, por mais estranho que pareça
Agora já ninguém mais sabe dela

Quem saberá dizer porque partiu
E hoje quem passar, seja quem for
Repara com pesar, que a beira rio
Ficou mais triste sem a flor