As 5.205 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Dei-te um nome em minha cama

Vasco de Lima Couto / José António Sabrosa
Repertório de Beatriz da Conceição

Dei-te um nome em minha cama /
Aberta no meu outono
Depois amei-te em silêncio
/ Que é uma forma de abandono
Dei-te um nome em minha cama
Rasgada em lençóis de sono

Tentei ser tudo o que era / Nas horas da mão parada
Corpo e campo aberto ao vento / Que encaminha a madrugada
Tentei ser a primavera

E cantei meu triste nada

Vi-te ao canto da memória
/ Por te viver e sonhar
Amor d'amor sem glória
/ Como um rio ao começar
Que te vai contando a história

Onde eu não posso morar

Dei-te um nome em minha cama / Aberta no meu outono
Depois, amei-te em silêncio / Que é uma forma de abandono
Dei-te um nome em minha cama

Rasgada em lençóis de sono