- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Duas glórias

João da Mata / Popular *fado menor*
Repertório de Cidália Moreira

De tão sagradas memórias
Ambas de iguais sentimentos
Duas mulheres, duas glórias
Dois nomes, dois sofrimentos

Uma andou p'la Mouraria / E p'lo Campo de Santana
Conduzindo a nostalgia / Nos seus olhos de cigana

A outra, em salões doirados / Da triste sorte irmã gémea
Trazia os dias contados / Nos seus olhos de boémia

Ambas souberam cantar / O fado, que as embalava
Se uma cantava a chorar / A outra, a chorar cantava

Cada qual em sua era / Dois nomes cheios de glória
Um... a Maria Severa / Outro... a Maria Vitória