- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Bairro Alto

Carlos Neves / Francisco Carvalhinho
Repertório de Carlos do Carmo

Bairro Alto aos seus amores tão dedicado
Quis um dia dar nas vistas
E saíu com os trovadores e mais o fado
P'ra fazer suas conquistas


Tangem as liras singelas
Lisboa abriu as janelas / Acordou em sobressalto
Gritaram bairros à toa
Silêncio velha Lisboa / Vai cantar o Bairro Alto


Trovas antigas
Saudade louca
Andam cantigas a bailar de boca em boca
Tristes bizarras
Em comunhão
Andam guitarras a gemer de mão em mão 


Por isso é que mereceu fama de boémio
Por seu condão fatalista
Atiraram-lhe com a lama como prémio
Por ser nobre e ser fadista

Hoje saudoso e velhinho
Recordando com carinho / Seus amores, suas paixões
P'ra cumprir a sina sua
Ainda veio p'ro meio da rua / Cantar as suas canções