<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.845 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Estrada

Manuuel Andrade / José António Sabrosa
Repertório de Teresa Siqueira

Sozinha, trilho na estrada
O meu caminho sem fim
Eu sou tudo e não sou nada
Mas o que sou, sou por mim

Já tive mil rosas belas / Mil rosas não foram nada
Outros ficaram com elas / Eu fui sozinha na estrada

Meu amor tudo me deste / Que te posso dar de mim?
Se queres um caminho agreste / Escolhe o meu que não tem fim

Dou-te o sol da minha estrada / Dar-te-ei luar também
Serás tudo, sem seres nada / Serás eu, sem seres ninguém

Falarei pela tua voz / Serei diferente por fim
Serei tu, seremos nós / Mas não serei só por mim