As 5.180 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Quando a noite adormece

Tiago Torres da Silva / Ivan Lins
Repertório de Maria João Quadros

Gosto das tuas risadas
Da cor que os teus olhos ganham ao sorrir
Abrindo manhãs, desenhando estradas
Por onde os meus passos se atrevem a ir

Palavras e vozes e gestos
Me trazem memórias que falam de ti
E me dão o que eu sempre sonhei
Mas nunca pedi

Gosto das ondas quebradas
Nas praias que a lua quer iluminar
Em busca dos corpos, das juras salgadas
Dos beijos que as bocas roubaram ao mar

Palavras e vozes e gestos
Me trazem memórias que falam de ti
E eu invento o que sempre pensei
Mas nunca entendi

É como se eu soubesse porque que a saudade vem
Quando a noite adormece nas mãos de alguém
É como se eu esperasse que o teu olhar sorria
E só depois deixasse nascer o dia


Gosto de histórias guardadas
Nas arcas que o tempo não pôde fechar
Beijando demónios, enrolando fadas
Ás teias de aranha que eu soube bordar

Trapos e horas e chaves
Me trazem memórias que falam de ti
E eu murmuro o que sempre calei
Mas nunca esqueci