- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Minha luz

José Mariano / Alberto Simões Costa *fado dois tons*

A saudade é como a luz
Que o sol já morto deixou
É presença, embora cruz
Na alma de quem ficou

Se o apagar dum chama / Uma agonia traduz
No coração de quem ama / A saudade é como a luz

Saudade de alguém ausente / Ou que esqueceu ou mudou
É como a luz do poente / Que o sol já morto deixou

É no céu ainda cor / É o milgare da luz
É no peito ainda amor / É presença, embora cruz

Poente é como o que finda / Adeus é sol que baixou
A saudade é luz ainda / Na alma de quem ficou