- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Arrojos

Cesário Verde / Miguel Ramos *fado alberto*
Repertório de Joaquim Cardoso


Se a minha amada um longo olhar me desse
Dos seus olhor que ferem como espadas
Eu domaria o mar que se enfurece
E escalaria as nuvens rendilhadas

Se ela deixasse estático e suspenso
Tomar-lhe as mãos mimosas e aquecê-las
Eu com um sopro enorme, um sopro imenso
Apagaria o lume das estrelas

Se ela ouvisse meus cantos moribundos
E os lamentos das guitarras tão estranhas
Eu ergueria os vales mais profundos
E abateria as sólidas montanhas

Se ela quisesse amar no azul do espaço
Casando as suas penas com as minhas
Eu desfaria o sol, como desfaço
As bolas de sabão das criancinhas