- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Ó meu amor não te atrases

Vasco Graça Moura / Mário Pacheco 
Repertório de Ana Sofia Varela  

Ó meu amor não te atrases
Vou agora pôr-te à prova
Esta noite é lua nova
E tu não sabes de fases

Se chegas tarde te acuso
De que andarás a enganar-me
Vindo de ti, cada abuso

Me soa a sinal de alarme

Teus olhos arregalados / Não são desculpa melhor
Sabes cá chegar de cor / E mesmo de olhos fechados
Nem um cego se perdia / Lá fora agitam-se os ramos
Nas brenhas da ventania / É tarde, porém, juramos

Que enquanto este amor se guarde

E seja o nosso segredo
Virias cedo, bem cedo

E havias de partir tarde

Sendo a lua nova ou cheia 

Ou crescente ou minguante
O que a nós nos incendeia

É fogo de outro quadrante