- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O fado, a guitarra e eu

Linhares Barbosa / Popular *fado das horas*
Repertório de Luis de Matos 

Cantar o fado corrido
Não é p’ra qualquer fadista
É preciso ter sofrido
Para o tornar mais realista

O fado para ser fado / Que não esqueça a guitarra
Com ela o fado é mais fado / Não é pois canção bizarra

Tu és presente e saudade / Ó fado do meu encanto
Por ti minh’alma se invade / Minha canção não é pranto

Deixa o mundo murmurar / Que és fatal e sofrimento
Repara, no meu cantar / Não há choro nem lamento

Canta-se o fado na Graça / Bairro Alto e Madragoa
Em todo o lado tem raça / Fado és tu, minha Lisboa