- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fronteira

Pedro Homem de Melo / Mário Pacheco
Repertório de Mariza

Ó caminhos da fronteira
Porque me haveis de guardar
Além são terras de Espanha
Quem nas descobre é o luar

Ó caminhos da fronteira / Porque haveis de me guardar
Ó águas do Rio Minho / Porque me haveis de chorar?

Todos os moços da raia / Têm alma para cantar
Ó águas do Rio Minho / Porque me haveis de chorar?

Muralhas do mar formoso / Alevantem-se a meu lado
Já vejo o mar tenebroso / Por trás do mar azulado;
Muralhas do mar formoso
Alevantem-se a meu lado

Rio Minho é Rio Norte / Rio Lima é Rio Sul
Depiois o mar continua / Aquela fronteira azul;
Rio Minho é Rio Norte
Rio Lima é Rio Sul

E tudo é mar tenebroso / Para além do Rio Minho
Espanha que o luar banha / E que em meu sonho adivinho