- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O Pajém

Fernando Teles / Alfredo Duarte
Repertório de Alfredo Marceneiro

Todas as noites um pajem
Com voz linda e maviosa
Ia render homenagem
À Marquesinha formosa

Mas numa noite de agoiro / O Marquês fero e brutal
Naquela garganta de oiro / Mandou cravar um punhal

E a Marquesa delirante / De noite em seu varandim
Pobre louca alucinante / Chorando, cantava assim:

Óh minha paixão querida / Meu amor, meu pajem belo
Foge sempre, minha vida / Deste maldito castelo