-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.350' LETRAS <> 3.180.000 VISITAS * ABRIL 2024 *

. . .

Tudo pode vir do nada

Agostinho da Silva / Joaquim Campos *fado amora*
Repertório de Ana Margarida Leal


Tudo pode vir do nada
Várias tintas, várias telas
Esta vida em que vivemos
É apenas uma delas

Mil outras no mesmo espaço
Mil outras em hora igual
Rivalizam no sonhar
O que pensamos real

E podemos ir além
Neste quadro que vos trago
Tempo é tempo imaginado
Em que se imagina espaço