- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Nasceu campino

Carlos Conde / Alfredo Correeiro *marcha do correeiro*
Repertório de Raúl Pereira

Enquanto o moço campino
Cercava toiro por toiro
Sem a força de aguilhões
O sol escorria a pino
A sua poalha de oiro
Nas lezírias de Pegões

Á tarde, já quando o gado / De pinta, raça e nobreza
Ruminava lentamente
O curro estava marcado / P’ra toirada a portuguesa

Na Praça de Benavente

Domingo, após a corrida / Exaltaram-lhe o valor
No oiro de uma medalha
E foi, durante uma vida / O mais fiel seguidor
Do Van-Zeller e do Palha

Hoje, apesar de velhinho / Ainda teima em ser escravo
Da saudade em que delira
Encontrei-o á bocadinho / Á porta do *Gado Bravo*
Em Vila Franca de Xira