- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.690 LETRAS PUBLICADAS <> 2.655.000 VISITAS < > 01 JANEIRO 2023
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O amor

Letra de Francisco Radamanto
Desconheço se esta letra foi gravada.
Transcrevo-a na esperança de obter informação credivel

Informação de Francisco Mendes e Daniel Gouveia
Livro *Poetas Populares do Fado-Tradicional*


O amor, a paixão, tudo isso enfim
Que faz bater depressa os corações
Resume-se em princípio, meio e fim
Palavrinhas, palavras, palavrões

No princípio há só mel, e é dado ver
Que ele e ela, arrulhando, quais pombinhas
Só falam um c’o outro p’ra dizer
Minha fada… meu anjo… palavrinhas

No meio, quando acaba tanta festa
Os ditos, já banais, são de outras lavras
E desse mel antigo apenas resta:
Eu já venho… até logo… só palavras

E cada vez pior, até que ao fim
Em vez de beijos há só beliscões
E as frases que eles trocam são assim
Vai à fava… malvado… palavrões