- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.685 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Quase imortal

Letra e musica de Mafalda Arnauth
Repertório de Mafalda Arnauth

Quis soltar o grito que me queima
O lamento que em mim teima
Em não ficar calado
Quis soltar a mágoa, a ansiedade
Dos dias da verdade
Tão diferentes do passado

E agora que soltei o meu grito
Não menos triste me sinto
Que o cantar não leva a dor
Pois o meu canto não muda o destino
De viver em desatino
Eu, a vida e este amor

Quis viver, um amor quase imortal
Que não me levasse a mal
Ter tamanho o coração
Fui amada na ilusão de quem não era
Talvez porque tanto dera
Sem saber que era em vão

E o meu pecado é ainda acreditar
Ser possível querer e amar
Dando ouvidos à razão
Se o amor é louco como dizem por aí
Eu que a mim sempre menti
Vou escutar o coração