- - - - -

- - - - -
<> Clique na imagem e oiça Fado <>
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.650 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Santo António detective

Artur Varatojo / Carlos Dias
Repertório de Beatriz da Conceição

O roubo foi descoberto sem auxílio de ninguém
Nem foi participado a este, áquele, ou alguém
Foi o caso do suspeito, revoltado, contrafeito
Se sentiu horrorizado ao ver-se assim, acusado

Santo António quando soube do furto e da acusação
Ouvi ambos e depois
De ver a fonte, as pegadas e as duas bilhas quebradas
Em defesa dos culpados, chamou de parte os jurados
E disse-lhes ao ouvido;
O beijo não foi roubado, foi apenas consentido

Chamaram-lhe de ladrão, és um furto de ocasião
A vitima nem sequer chora, não fugira nem gritara
Que se soubesse ninguém, que depusera contra ele
Era limpo o seu passado, devia ser perdoado