- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Meu fado meu verso triste

José Fernandes Castro / Casimiro Ramos *fado três bairros*
Repertório de Rosina Andrade

Pelas notas do meu fado
Anda um sonho magoado
Carpindo mágoas d'amor;
Já nem sei dizer teu nome
Porque a dor que me consome
Tem sempre o mesmo sabor

Já não consigo sonhar
Sem ter que te procurar / Nas ruas da solidão
Sem ti, é tudo mais triste
E nada de bom existe / Na minha imaginação

As guitarras, vertem pranto
E as notas do meu canto / Simbolizam nostalgia
Nem mesmo a luz do luar
Consegue reconfortar / A minha vida vazia

Esta minha condição
Define aquilo que sou / Quando não estás a meu lado
Ai meu louco coração
Só por ti, é que me dou / Aos versos dum triste fado