<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Maria do Tejo

Manuel Paião / Eduardo Damas
Repertório de José Viana

Maria do Tejo
Maria que eu vejo
A olhar o mar
Teu amor primeiro
Foi um marinheiro
Que não quis voltar

Maria do Tejo
Sem que o teu desejo
É um marinheiro
Pois pensas com dor
Que não há amor
Como aquele primeiro

Maria do Tejo, tens mar no teu rosto
Por isso és bonita, és mesmo a meu gosto
Maria do Tejo fica a lamentar
De ti é que eu gosto, mas não sou do mar