- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lírio quebrado

Aldina Duarte / Alfredo Marceneiro *fado bailado*
Repertório de Aldina Duarte

Entreguei ao vento a morte
Para ver se me esquecia;
Nem mais som nem movimento
Acalmaram o mau tempo
No deserto em que vivia

Corri praças roubei flores / Em jardins cheios de gente
Cruzei as rosas com lirios / Numa teia de martírios
Quase leve e transparente

A chorar a tua ausência / Adivinho a tempestade
Meu amor sem fantasia / Entristece dia-a-dia
Porque morre de saudade