<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.845 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Relembrar

Amadeu Dinis da Fonseca / Pedro Rodrigues
Repertório de José da Câmara

Não se morre de saudade
De saudade eu não morri
Mas tu sabes que é verdade
Que vivo e morro de saudade
Cada vez que eu penso em ti

Se deixaste de ser minha
Não deixei de ser quem era
Tenho agora uma raínha
Bem melhor do que a que tinha
Continua a primavera

Por favor não venhas tarde
Dizes-me tu com carinho
Mas não faças muito alarde
Das vezes que chego tarde
Por me enganar no caminho

Oh tempo volta para trás
Dá-me tudo o que eu perdi
Mas vê lá se és capaz
De voltar de novo atrás
P’ra ganhar o que vivi