- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - - - -
As 5.440 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os
- - - - -
Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE *filósofo*
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Quando por fim amanhece

Pedro Assis Coimbra / David Zaccaria
Repertório de Joana Amendoeira

Quando por fim amanhece
E Lisbosa se desperta
É que os teus olhos perfeitos
Batem ás janelass dos meus

Os dedos finos ainda não voltaram
E como o fado está á minha espera
Uso as metáforas do povo
E deixo a ternura rimar

Permaneço por isso distante
Longe de ti, longe dos maus
Bem perto do coração do vento
De toda a alegria da minha canção


Sim, porque no Tejo de todos
E nos lábios dos amantes
Navega um barco do pensamento
Feito em fogo, desfeito em luz