- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.530 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A Mariquinhas vai à fonte

Maria Manuel Cid / Popular
Repertório de Kátia Guerreiro

A Mariquinhas vai à fonte e não demora
Que a Lua conta seus segredos ao luar
Leva na anca sua bilha cor de amora
E duas tranças de cabelo a saltitar

Amor é fogo, amor é lume
Raiva, ciúme
Desengana o coração
Amor é vento que chega ao cume
E tem o perfume
Dum cravo de São João

Será que a sombra do ciúme transtornada
A Mariquinhas com seu manto despenteia
Pra ver a moça recolher envergonhada
Sempre que a Lua vem beijar a sua meia

Dizem as bocas lá da terra e têm fama
Que a Mariquinhas vai à fonte e não demora
E vem o Sol descansar na sua cama
Adormecendo quase sempre à mesma hora