- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lisboa é testemunha

Fernando Peres / Armando Augusto Freire *fado alexandrino antigo*
Repertório de Beatriz da Conceição

Lisboa é testemunha o resto é solidão
Um mundo de silêncio ternura sem o amor
E receio e ciume em choro sem razão
Dum desengano triste sem força de rancor

Lisboa é testemunha, ficou só desespero
Em lágrimas salgadas, remorso ou liberdade
Pobre sonho que eu quis p’ra sonhar que te quero
Na solidão maior que é sempre uma saudade

Lisboa é testemunha, a terra, o sangue, a vida
São vozes em silêncio, vontade de ter fome
De gritos no meu peito numa esperança vencida
Lisboa é testemunha do amor que não tem nome