- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lá vão as flores

Poesia medieval: adaptação Natália Correia, Pedro Sena Lino / Fontes Rocha
Repertório de Gonçalo Salgueiro

Floriram rosas na dor
Onde ardia o meu amor
Lá vão as flores e om elas meus amores
Foram-se as flores e com elas meus amores

Abriram noites no vento
Mais longe que o pensamento
Lá vão as flores e com elas meus amores
Foram-se as flores e com elas meus amores

No mastro do amor levado
Meu coração embarcado
Lá vão as flores e om elas meus amores
Foram-se as flores e com elas meus amores

No peito barco levado
Ó meu amor arrancado
Lá vão as flores e com elas meus amores
Foram-se as flores e com elas meus amores

Rosas nascidas no leito
Vão morrer longe do peito
Lá vão as flores e com elas meus amores
Foram-se as flores e com elas meus amores

Murcharam rosas no amor
Partidas flores, minha dor
Lá vão as flores e com elas meus amores
Foram-se as flores e com elas meus amores